« Voltar | Início » Notas » Aos leitores do blogue: discordo de suas bobagens, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las

Aos leitores do blogue: discordo de suas bobagens, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las

Promessa da campanha eleitoral de 2002, Lula iniciou a transposição do rio São Francisco em 2007 com previsão de conclui-la em 2015. O atraso no cronograma foi causado pela burocracia, ações na Justiça e a greve de fome do bispo Luiz Flávio Cappio, entre outros fatores.

O senhor Monner, meu tucano de estimação, critica o ex-presidente porque a obra não foi concluída em três anos com o argumento de que o Japão sofreu um tsunami e em uma semana recuperou estradas. Ele menciona também os EUA afirmando que o país já se recuperou dos estragos provocados pelo furacão Sandy.

Epa! Chega de ignorância!

Vou até esquecer Nova Orleans que sete anos depois de arrasada pelo Katrina, ainda não foi totalmente reconstruída.

Fiquemos com Nova York. Atingida há duas semanas pelo furacão Sandy, várias áreas continuam sem energia e a cidade começou sexta-feira um racionamento de gasolina, o primeiro desde os anos 1970.

E antes que eu esqueça, o trecho reconstruído no Japão era de 500 metros. Resumo da ópera: Posso não concordar com suas bobagens, Monner, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.

Para seu governo, segue reportagem da Folha:

A cidade de Nova York começou na sexta (9) um racionamento de gasolina, o primeiro desde os anos 1970.

O prefeito Michael R. Bloomberg anunciou na quinta um rodízio oficial de abastecimento. O sistema funcionará da seguinte forma: carros terminados em números pares só podem abastecer em dias pares –o mesmo vale para placas terminadas em números ímpares e em letras, que só abastecerão em dias ímpares.

Segundo Bloomberg, apenas 25% dos cerca de 800 postos de gasolina na cidade estão abertos e a escassez pode se prolongar por semanas. O prefeito acrescentou ainda que o racionamento não se aplicará a táxis, carros oficiais, ônibus e veículos de emergência.

Oficiais e especialistas afirmam que o furacão não só cortou a energia de muitos postos de combustíveis, mas também causou danos em ampla escala em refinarias e na rede portuária de distribuição da gasolina até as bombas.

Desta forma, mesmo com o restabelecimento da energia elétrica, a gasolina continua em falta porque os distribuidores não conseguem acessar suas fontes usuais.

Segundo o site Gasbuddy.com, que vem rastreando a disponibilidade de gasolina na região metropolitana de Nova York, até quinta 77% dos postos não tinham combustíveis. Em Long Island, o índice chegava a 68%.

Executivos do setor afirmam que ao menos 20 terminais ainda estão fora de operação. Para piorar, as recentes nevascas na região têm obstaculizado ainda mais os reparos, adiando-os para um prazo que pode chegar a várias semanas.

Desde a passagem do furacão Sandy, há quase duas semanas, centenas de postos fecharam e forçaram motoristas desesperados a passarem horas em filas à espera de gasolina.

Os municípios de Nassau e Suffolk, em Long Island, também anunciaram sistemas par-ímpar de rodízio. Nova Jersey foi a primeira cidade a embarcar em um racionamento, no sábado passado (3).

O racionamento em Nova York vem após mais de uma semana de esforços locais e federais para resolver uma crise de abastecimento que tem desafiado as soluções rápidas. Entre os problemas, destacam-se terminais petrolíferos danificados e redução no tempo de viagem das barcaças que levam gasolina às docas.

As longas filas já se transformaram em um lembrete diário, para a população, da devastação do furacão e da massiva recuperação, lado a lado com casas danificadas, cortes de energia e problemas de trânsito.

“Este não é um passo que damos facilmente”, disse o prefeito. “Mas, dadas a escassez que enfrentaremos nas próximas semanas e a crescente frustração dos nova-iorquinos, acreditamos que este é o passo correto”, acrescentou.

ESPECULAÇÃO E PÂNICO

O governador do Estado, Andrew M. Cuomo, e outros oficiais do governo alertaram repetidamente na última semana que o pânico que leva motoristas a comprarem e armazenarem mais gasolina do que precisam apenas piorou a situação. Ele sugeriu que o racionamento nos subúrbios ao norte da cidade não era planejado neste momento.

Ao determinar o racionamento, o prefeito Bloomberg anotou que outras medidas já haviam sido tentadas pelas autoridades locais e federais, como a abertura de portos regionais a barcaças e barcos carregando derivados de petróleo. Autoridades federais também enviaram milhões de galões de combustível à região, sem que isso pudesse aplacar a demanda.

Policiais já foram posicionados em todos os postos de combustíveis abertos para manter a ordem e tentar evitar novos racionamentos.

A população parece estar ao lado do prefeito. Judy Jones, uma professora que aguardava na fila de um posto da British Petroleum em Manhattan, disse apoiar a medida. “[O racionamento] vai reduzir as filas, você não vai precisar ficar duas horas de pé. Nova Jersey já o fez e devíamos ter feito antes.”

Share

8 ideias sobre “Aos leitores do blogue: discordo de suas bobagens, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las

  1. Inicialmente quero retribuir a forma carinhosa como fui tratado, considerando o caro escriba MEU PETRALHA DE ESTIMAÇÃO!!! Não vai aí nenhuma ofensa, pelo contrário. SOU TUCANO MESMO! Agradeço pelo carinho e pela forma extremamente democrática como trata seus desiguais. O grande problema da transposição do SF não é o prazo. A OBRA ESTÁ ABANDONADA!!!! Grande parte do que foi feito está quebrado, ou seja, vai ter que ser refeito ou consertado. Sabe quanto isso vai custar, se a obra estava estimada em 8 bi? E que tal a afirmação por parte do governo de que “dificuldades extras surgiram durante a obra”? Não havia então um projeto técnico de uma obra dessa desenvoltura? (imaginem o trem bala)! Vem agora a nossa presidAnta lançar um novo programa contra a seca, pomposamente chamado de “Irrigação para todos”? È muita CARA DE PAU!!!!!!!!!!!!

  2. Caro Ailton, o tucano Monner, que aliás parece ser de alta plumagem, merece mesmo é um copioso desprezo de sua parte, face as flagrantes bobagens que escreve. Já percebi que, como bem disse a presidenta ao tucano-mor, eles são uns ressentidos, e ainda vivem de achincalhar um governo que verdadeiramente mostrou sua capacidade de bem transformar social e economicamente uma nação.

  3. O escriba e eu nos damos muito bem nas discórdias. É isso que apimenta e valoriza esse espaço democrático, petralha Lulaz. Escrevo bobagens que coincidem com pura verdade, Por exemplo, o governo que REALmente transformou social e economicamente uma nação não foi a seita lulopetista que foi contra a Constituição, a Lei de Responsabilidade Fiscal, privatização das teles, vales e embraers. A maior virtude da seita foi seguir a política econômica do PSDB que tirou milhões da pobreza com o Plano Real.

  4. Para Ailton, Monner é o “tucano” de estimação. Para Monner, Ailton é o “PETRALHA” (em caixa alta) de estimação.

  5. A sua paixão o cega monner, impede de fazer uma análise criteriosa…

  6. Para que esse ódio gratuito, meu caro PeTralha de estimação. Quero ver argumentos que nunca aparecem nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *