« Voltar | Início » Notas » O desabafo de Geraldo Melo contra o Carnatal

O desabafo de Geraldo Melo contra o Carnatal

O ex-governador Geraldo Melo postou agora há pouco em sua página no Facebook o seguinte desabafo:

Foto que acabo de receber de Natal. Esquina da Romualdo Galvão com Lima e Silva. O muro da nossa casa. A calçada que paguei para construir.

Como se pode permitir a bagunça que está acontecendo?

Permite-se que, para montar a sua barraca, alguém fure a calçada para que depois, quem pagou para construir tenha de pagar para remendar? Porque é na calçada da minha casa que devem estar os banheiros químicos, se do outro lado da rua tem um enorme terreno público onde, sem transtornos para ninguém, esses banheiros podiam estar?

Quero registrar aqui o meu protesto pelo desrespeito reiterado, que nunca esperei sofrer em minha própria terra, muito menos partindo da Destaque, quando o prefeito da nossa cidade é o muito querido amigo Paulinho Freire. Não sou dessas coisas. Mas, hoje não me contive.
MEU COMENTÁRIO
Venho desde 1999 denunciando a Destaque pela atrocidades cometidas contra o patrimônio público de Natal. Em vão. Nesse período, nenhum político potiguar (incluindo Geraldo Melo) deu um pio a respeito. As autoridades judiciais também se calaram. O Ministério Público, outrora contra, hoje é sócia da festa. O RN, infelizmente, está todo dominado.

13 ideias sobre “O desabafo de Geraldo Melo contra o Carnatal

  1. E o que dizer de 1500 policiais, inclusive dentro dos blocos a paisana, quando todo o estado e Natal sofre com a insegurança pública?
    E o que dizer de dezenas de garis, pagos com nossos impostos, limpando todo o trecho do Carnatal quando toda a cidade está debaixo de lixo?
    O que dizer do ir e vir impossibilitado por causa dessa festa PRIVADA?

    Quem sabe o MP pode me responder.

  2. O prefeito também é sócio da promotora do evento? apenas pergunto!

  3. Mas existe outra pergunta: por que Geraldo Melo, que mora aí há anos e que por muito tempo faturou cobrindo o evento, antes com sua emissora filiada à Band, só agora reclama? Será que é porque ele não possui mais a emissora e não fatura mais?

  4. Tenho observado Natal e nela as pessoas que aqui vivem, como em todos os lugares que conheci encontrei pessoas maravilhosas interessantíssimas. O maior patrimônio publico de um lugar é o povo que nele vive e constrói, este patrimônio é que não é respeitado. Vi nesta cidade uma maquina enlouquecida desenfreada onde sua maior objetividade é lucrar e enriquecer não importando como, mesmo que a custas do sofrimento dos justos este que existem sim de fato aqui nesta Terra de belezas naturais incansáveis. Salários baixíssimos, mão de obra precária não se investe no trabalhador aqui. Um lugar onde se tem a frota de carros mais cara do Brasil demostra a vaidade acima de qualquer outro sentimento por exemplo o de amor ao próximo. Banalizar as necessidades de um povo é cuspir pra cima…

  5. Como é ruim se sentir violado em seus direitos. Mas tem gente que reclama sem lembrar que sua empresa viola ou violou os direitos de outra pessoa por anos.

  6. A anos que “esta festa privada” causa danos aos natalenses.
    Agora, o sr geraldo Melo, se acha, depois de 20 anos, prejudicado por causa de um pedacinho da “sua” calçada.
    Pode? Talvez seja a velhice.
    Os politicos da nossa terra, são no mínimo, “sócios”, desta “festa privada”. São participes da “festa”.
    Não sou contra festas, até gosto muito, mas que se decida como fazer honestamente essa festa.
    OU PÚBLICA OU VERDADEIRAMENTE PRIVADA. E não misturar o público e o privado.

  7. A canalhice tomou de conta de tudo!

    Hoje o que entendo, vejo são absurdos. Procurem saber se não é assim. O que tem haver um cabaré (carnatal) particular com funcionamento de instituições públicas? – pois bem, podem pesquisar, se as instituições não mudam seus horários de atendimento encerrando para que seus servidores e eles próprios participem dessa bandalheira. É UMA BAGUNÇA SÓ. NADA JÁ NÃO FUNCIONA E, MAIS DOIS DIAS QUINTA E SEXTA TÊM SEUS EXPEDIENTES REDUZIDOS PARA QUE A PUTARIA TENHA MAIS IDIOTAS.

    POVO! ACOOOOOOORDA! VAMOS ACABAR DE UMA VEZ POR TODAS COM ESSA ESTUPIDEZ PAGA POR NÓS!

    É ISSO, VOU PUTO DA VIDA!

  8. Essa elite nojenta pode tudo! A justiça e a midia desse pais é o que a de mais atrazado e mesquinho. Se alguem do PT tivesse a pretensão de realizar algo do genero seria de imediato mandado para guilhotina.

  9. A DESTAQUE PROMOÇÕES que promove o CARNATAL, aproveitando a situação caótica que encontra-se a nossa cidade, atualmente sob o comando do Sr. Paulinho Freire (ainda continua como sócio da DESTAQUE?) ocupou um longo canteiro para a montagem de um camarote privado da SKOL e pasmem: Um abrigo de passageiros (UM BEM PÚBLICO) que ficava localizado na Av. Prudente de Morais, em frete a uma revenda Wolkswagen, no sentido Candelária/Centro na tarde de terca -feira foi retirado a picaretas deixando os pobres trabalhadores, cidadãos comuns, que não frequentam o carnaval ds elite de Natal, desabrigados numa época de calor insuportável em nossa cidade. O Ministério Público, tão vigilante e atuante em anos passados parece que também entrou no ritmo da festa e pelo menos na mídia ninguém ouviu falar da atuação do mesmo para coibir tais abusos. Final de gestão municipal, fim de feira, uma zona!

  10. Esse tipo de evento só existe aqui em Natal. O recifolia foi proibido por pressão da sociedade, o fortal tambem sofreu pressão dos moradores locais e foi extinto, em João Pessoa da mesma forma. Por que aqui em nossa cidade nao pode acontecer o mesmo? Nós temos que nos lembrar que as instituições sao nossas servidoras, há pouco tempo fomos as ruas e câmara municipal e mostramos nosso poder de mudança. Na democracia é assim, se há insatisfação das pessoas muda-se a forma e ajusta-se ao bem coletivo. Agora, temos que nos unir, pois se cada um for relatar seus pormenores fica parecendo um muro das lamentações.

  11. Hoje (07/12) às 15:45 h, fui “pegar” minha mulher na escola onde ela trabalha e ao chegar no viaduto do Machadão, percebi que já estava fechado com cones e agentes da PRF … mais adiante já com o trânsito caótico, amarelinhos “controlando” o trânsito mesmo com os semáforos funcionando normalmente, resumindo um “inferno”, depois de muito tempo consegui chegar na escola (geralmente chego em 15 minutos), não estou reclamando do tempo perdido, mas não aceito que uma festa privada, elitista e brega tenha que parar com a metade de uma cidade, apenas para satisfazer a ganância de uns poucos….

  12. Enquanto a policia (em sua totalidade!) participa de uma festa particular, a cidade fica jogada aos marginais. Sexta a noite tomaram de assalto um carro em pleno Largo do Atheneu. A polícia foi chamada e até hoje, nada!

  13. Isso é vergonhoso, estamos enriquecendo ainda mais os baianos e seu axé, saem daqui com os bolsos cheios de “dindin”. Vamos ver se o novo prefeito dá um basta a essa “folia” com a coisa pública em benefício de uns pouco “gente boa” de Natal. Vamos valorizar mais o carnaval tradicional, com seus blocos e escolas de samba. Vamos acabar com essa “festa” público-privada que só traz prejuízos, ou alguém ainda acredita que alguém saia de alguma capital do país pra vim brincar no Carnatal? Só os artistas e suas equipes. Se essa “gente boa”, que pode comprar um abadá por 300 reais, ainda quer desfrutar de duas folias por ano, que alugue um trator puxando uma carrocinha com uma banda de música em cima e sair pelas ruas da cidade como se fazia antes, traria menos transtorno para a maioria da população que se contenta com o carnaval tradicional.